Mandetta: ‘Vamos ficar e enfrentar nosso pior inimigo, o coronavírus’

71

Em meio a rumores de demissão, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou nesta segunda-feira (6) que permanece na pasta para enfrentar o coronavírus, que ele classificou como “o pior inimigo”.

“Médico não abandona paciente. Eu não vou abandonar”, reafirmou ele ao mencionar o compromisso na luta contra o vírus.

“A movimentação social é tudo o que esse vírus, que é o nosso inimigo, quer”, destacou Mandetta ao defender mais uma vez a manutenção do isolamento social.

“O momento é de cautela, proteção e distanciamento social. Isso que vocês estão passando não é quarentena nem lockdown. Quarentena e lockdown são muito piores do que isso”, observou o ministro.