Secretária fala dos riscos de pessoas com deficiência durante pandemia

30

A Secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Priscilla Roberta Gaspar de Oliveira, é a primeira surda a ocupar um cargo nesta esfera do governo federal. Ela atua no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Brasil.

Na função desde janeiro de 2019, ela afirma que seu objetivo é fazer das pessoas com deficiência protagonistas na sociedade.

Surda bilíngue, ela mesma já contou ter vivenciado a sensação de exclusão por causa de suas características. Suas três filhas (Nicolle, Natasha e Nayanna) também são surdas, assim como seus pais e seu marido, Cezar.

E na busca de sua inserção social, ultrapassou barreiras até se graduar em Letras, Libras e Pedagogia e se tornar pós-graduada em Docência Superior e mestre em Educação e Currículo, passando a atuar como professora de Língua Brasileira de Sinais e a lutar pela acessibilidade das pessoas com deficiência.

O destino quis que, neste momento de pandemia, ela se tornasse uma das responsáveis por criar políticas emergenciais que não só busquem a inserção mas protejam a vida dessas pessoas. Com sensibilidade, empatia e carinho.