ONU se diz “preocupada” com combate à pandemia no Brasil

33

A ONU afirma estar preocupada com o comportamento de autoridades brasileiras diante da pandemia. Numa coletiva de imprensa nesta manhã em Genebra, a entidade deixou claro que mensagens conflitantes por parte do governo minam a capacidade do país em dar uma resposta ao coronavírus e faz um alerta sobre possível respostas que reforcem tendência anti-democráticas.

Georgette Gagnon, diretora de Operações do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, indicou que seu escritório está “preocupado”com as “mensagens conflitantes de autoridades, por vezes reduzindo a seriedade da situação, e isso pode minar os esforços do Brasil para lidar com a pandemia”. De acordo com ela, isso poderia potencialmente levar a uma situação difícil ao país.

Desde o início da pandemia, o governo federal e governos estaduais vêm travando uma batalha no que se refere às estratégias para lidar com a crise. Na ONU, outro alerta se refere aos valores defendidos pelas autoridades federais.

“É nossa posição que governos, em todos os lados, precisam proteger valores democráticos e direitos humanos, evitar respostas que alimentem tendências anti-democráticas, certamente num pais e numa região”, disse Gagnon.